Rede ObservaRH - Observatório RH da UFRN

21 de dezembro de 2016

A versão digital de “Os sanitaristas de Jucás e os agentes de saúde” foi lançada sob emoção na reitoria da Universidade Federal do Ceará

A presença do agente de saúde se tornou cada dia mais imprescindível para a saúde pública brasileira.  A ideia da existência desse profissional surgiu no coração e na cabeça de um médico cearense chamado Carlile Lavor. Com sua parceira Miria Lavor, criou a figura desse profissional essencial para o Sistema Único de Saúde. O nascimento do Agente Comunitário de Saúde no país é contado por seus criadores no livro “Os sanitaristas de Jucás e os agentes de saúde: entrevista com Antonio Carlile Holanda Lavor e Miria Campos Lavor”, de autoria de José Paranaguá de Santana (coordenador do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde da Fiocruz-Brasília) e de Janete Lima de Castro (professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e coordenadora do ObservatórioRH UFRN).

Inserido na programação do Seminário Desenvolvimento, Desigualdade e Cooperação Internacional em Saúde, o lançamento da versão digital do livro aconteceu no último 19 de dezembro, no auditório da reitoria da Universidade Federal do Ceará, com a presença do reitor da UFC, Henry Campos, do ex-consultor das Nações Unidas, o angolano NKanga Guimarães, de autoridades acadêmicas e de significativo público. O e-book foi apresentado nessa ocasião pelo ex-ministro da saúde José Agenor Alvares. Diante de uma plateia emocionada, ele falou da importância do protagonismo de Carlile e Miria na saúde pública brasileira. Em seguida, os autores, também emocionados, falaram sobre a idealização, elaboração e importância da publicação. José Paranaguá foi contundente: “Este livro é um bem público”, afirmou. Janete Castro ressaltou o amor de Carlile por sua terra, sua preocupação com a seca e sua consciência de que “saúde não é somente serviço de saúde”. No final da solenidade, Carlile e Miria agradeceram em breves palavras afirmando acreditar na ideia do coletivo e na importância de amar, olhar e conhecer bem o lugar em que se vive: “Os nossos agentes de saúde nasceram das nossas necessidades e das nossas possibilidades”, ratificaram.

A versão do livro físico está prevista para ser lançada ainda no primeiro semestre de 2017, sob o timbre da Coleção Seminare da editora Una. O e-book encontra-se disponível no repositório do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde e na biblioteca do Observatório RH UFRN. Para acessa-lo, clique  http://www.observatoriorh.ufrn.br/uploads/d9ddb74ba0cc49692afe409e45dad0bd.pdf